top of page

Entenda como a fase da adolescência é dolorosa para os nossos filhos


adolescente triste

Nós adultos, quando passamos por um processo de transformação, dói, pois passamos pelo incômodo da fase de transição, que implica em abandonar o conhecido e ter CORAGEM para o novo.

Para que aconteça uma mudança, há necessidade de um incômodo, de uma dor, caso contrário, não sairíamos da zona de conforto.

O bebê sai de uma situação em que recebia tudo pronto da mãe: oxigênio e nutrientes, para a realidade de ter que respirar e mamar para sobreviver.

O mesmo ocorre na adolescência, pois na infância as crianças recebem tudo pronto dos pais: agem por imitação e tinham seu lugar definido, e quando se tornam adolescentes, passam a ter que se posicionar de acordo com próprias vontades e o próprio modo de pensar.

Há necessidade da escolha e de encontrar um novo lugar que não é mais aquele de quando se era criança.

Essa necessidade de mudança, no sentido de crescimento e desenvolvimento, não ocorre de modo espontâneo, mas sim pelo incômodo, pela dor e pela pressão da natureza humana, que se revela através do fato da perda do corpo infantil e com ele a perda do lugar de criança.

Além da perda dos pais idealizados da infância, quando os pais eram “heróis”.

Entenda, crescer dói em qualquer idade. E essa confusão que você, mamãe, sente ao lidar com esse novo ser que agora habita na sua casa, também é enorme dentro dele.

Diante desse chamado da natureza humana, que é a adolescência, o que podemos fazer enquanto pais é encorajar nossos filhos para que vivam essa fase fortalecidos.

E para isso, é preciso que a gente também se fortaleça e busque entender para ajudar de forma ativa e amorosa.

Como foi ou tem sido pra você a transição do seu filho?

O que é mais desafiador para essa nova fase ?

Me conta que eu quero te ajudar!

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page