top of page

Como educar e proteger, respeitando a privacidade do seu adolescente


Mãe e filha adolescente

À medida que as crianças crescem e viram adolescentes, a relação dos pais com os filhos muda e educar se torna um desafio.

É durante esse período que eles naturalmente precisam de mais privacidade do que antes nas atividades do dia.

O ambiente online tem se mostrado um local bastante atrativo, além de ser amplamente utilizado pelos jovens, pois é uma fonte infinita de coleta de dados e informações.

No entanto, como vários tipos de sites, aplicativos e usuários são muitas vezes maliciosos, as crianças podem enfrentar muitos riscos online, e, por isso, é preciso sim que os pais fiquem atentos.

Mas como cuidar sem invadir a privacidade? Como monitorar sem brigas?

Não permitir que uma criança mexa no computador ou celular pode não ser a melhor solução, pois a proibição acaba fazendo com que ela descubra uma forma de fazer escondido.

Proibir, nestes casos, não é a melhor opção!

Estabeleça um limite diário de uso da internet, de forma que ele passe um tempo satisfatório conectado

Estipule cômodos da casa para uso compartilhado da família, como por exemplo a sala de estar. Evitando assim que seu filho passe muito tempo trancado no próprio quarto

Faça uso de aplicativos e programas que bloqueiam o acesso à sites com conteúdo adulto ou impróprio Esteja sempre aberto a um diálogo e conversa franca com seu filho, criando laços de aproximação e deixando-o assim sempre à vontade de conversar sobre qualquer problema que tiver.

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page